Piezoelétrico, você o conhece? #3

Entre muitos descobrimentos e façanhas do universo científico, um deles atingiu o mundo do áudio. Este fenômeno trabalhava com cristal quartzo e com o sal de Rochelle. 

Denominado como “efeito piezolétrico”, as faces desses cristais vibravam quando submetidas a uma diferença de potencial. 

No efeito piezoelétrico a voltagem gerada é proporcional ao grau de compressão.

Se o cristal é estirado, uma voltagem de polaridade oposta é originada.

Tais comportamentos permitiriam, mais tarde, com o desenvolvimento da eletrônica, a utilização desses materiais em microfones, TVs e computadores.

Quando um pedaço de sal de Rochelle é pressionado ou torcido,cria-se entre duas de suas faces uma diferença de potencial.

Uma pressão alternada (criada pela vibração das ondas sonoras que você emite ao falar ao microfone) gera no cristal uma corrente elétrica alternada.

Os cristais são muito utilizados em captadores de alguns instrumentos musicais, não sendo mais utilizados na construção de microfones por possuírem uma qualidade de áudio inferior, além da alta impedância de saída.

Já os captadores, com um timbre diferente, possuem a vantagem de não captarem campos magnéticos indesejáveis e produzem bem menos realimentações que microfones.

Diferente de alguns captadores magnéticos, os piezoelétricos funcionam com altíssima impedância, por isso, o uso de pré-amplificadores é essencial.

Posicionados geralmente abaixo da ponte do instrumento, muitas vezes, utilizam-se também captadores magnéticos, para produzir um som mais amplo, e realista.

Este é o detalhado sistema piezoelétrico, um processo científico que faz parte de uma história, participou da vida de muitos microfones e se destaca atualmente em captadores por todo o mundo.Fontes:

http://fisicaeletromagnetico.blogspot.com.br/2012/11/o-funcionamento-do-microfone.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Captador#Captadores_piezoel%C3%A9tricos

http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/como-funciona/4446-art616

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o post? Dê uma mãozinha para nós, compartilhe este brilhante artigo!
Piezoelétrico, você o conhece? #3