Em uma Guitarra o que influencia no Timbre?

Bem, o que pouca gente sabe, é que tudo, absolutamente tudo, em uma guitarra influencia no timbre. Desde a madeira, as tarraxas a ponte, o buraco P10 que você pluga o cabo… Hoje vamos nos ater aos partes mais importantes do corpo de uma guitarra que podem influenciar no som dela.

Recapitulando, é indispensável que tenhamos em mente que, na formação do timbre de uma guitarra, todos os componentes estarão sempre interagindo entre si e esta interação é, sem dúvida alguma, a chave para se conquistar uma melhor performance sonora da guitarra como um todo para alcançar um bom timbre.

O Corpo da Guitarra em geral

O corpo da guitarra pode ser considerado o centro do nosso esquema, pois é a parte do instrumento de maior massa e é também, uma espécie de “estrada sonora” por onde passa obrigatoriamente todo o som produzido pelas cordas a caminho da captação, tendo assim uma grande influência no timbre da guitarra.

A madeira que a guitarra carrega no corpo é fundamental para o o timbre final da guitarra. Diferentes madeiras irão determinar as diferentes maneiras de como o corpo irá receber as vibrações criadas pelas cordas. É muito grande a variedade de madeiras que se pode utilizar para a construção dos corpos de guitarras, cada uma delas possuindo suas próprias características sonoras. Pelo fato de funcionar como uma prancha sonora, devemos levar em consideração que diferentes formatos podem alterar de diversas maneiras a sonoridade de uma mesma madeira, por se tratar de mudanças em sua densidade e peso.

Influência do Braço no timbre da guitarra

Tanto para a formação do timbre da guitarra quanto para a execução musical, é um componente fundamental. Juntamente com o corpo, ponte, escala e cordas, forma o conjunto de primeira importância para o timbre da guitarra – é portanto, um componente tonal primário. Para uma boa execução musical é fundamental que se mantenha todos os seus aspectos originais de projeto, por isso existe um componente estrategicamente colocado dentro do próprio braço, o tensor, que é uma espécie de barra de ferro fina, que tenta melhor manter as características métricas do braço frente as tensões sofridas por ele pela tração das cordas, pancadas, mudanças climáticas e etc..

É importante ter em mente que, diferentes densidades e cortes alteram a maneira com que o braço manda o som para o corpo. De forma genérica materiais macios como, por exemplo, o mahogany, beneficiam a produção de um som mais encorpado é com mais volume final. Até porque possuem boas características no timbre da guitarra nesta região do instrumento. Outras madeiras mais duras, como por exemplo o maple, possuem um som mais nítido, claro e com um certo brilho, mas com menos massa final no que diz respeito ao volume do som. Tudo isso são elementos importantes que influenciam no timbre da guitarra.

Mas temos inúmeras outras possibilidades. Tanto no que diz respeito a madeiras mais tradicionais, como as usadas recentemente, por exemplo: o cedro, o rosewood e o pau-ferro.

Influência da Mão ou Paleta no timbre da guitarra

De forma geral a paleta na guitarra é uma continuação do braço, portanto é feita do mesmo material do mesmo. Isso manteria as mesmas características no timbre da guitarra, não fossem os formatos e cortes, que são bem variados. Além disso, há uma semi-interrupção no espaço entre o fim do braço e o começo da paleta, onde é colocado o capotraste.

Na guitarra se pode encontrar dois tipos de paletas, uma reta e outra com inclinação para trás. Esta análise é muito importante pois ela dirá o quanto a paleta irá afetar o timbre da guitarra. Nas guitarras que possuem paleta reta, a pressão das cordas sobre o capotraste é mínima, pois podemos considerá-la uma extensão do braço. Isso torna o som mais vivo, destacando certas frequências e atenuando outras, pela pressão neste ponto da corda – que formará certo tipo de vibração. Já em outras guitarras, podemos encontrar paletas inclinadas, que produzem maior pressão no capotraste e, por consequência, um sustain maior. As vibrações das cordas são dissipadas para o corpo do instrumento e não para a própria paleta, como acontece nos violões.

É primordial neste ponto da busca musical, se ter em mente a relatividade das coisas no que diz respeito ao timbre da guitarra. Nada pode ser visto como uma verdade universal – como tudo na música. A discussão pode ser a base da pesquisa, pois esta relatividade também ocorre em relação às necessidades de cada músico de acordo com seu estilo performance e etc…

fonte: http://www.portalmusica.com.br/as-partes-de-uma-guitarra-que-mais-influenciam-no-timbre-da-guitarra/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curtiu o post? Dê uma mãozinha para nós, compartilhe este brilhante artigo!
Em uma Guitarra o que influencia no Timbre?