Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos

Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Tempo de leitura: 5 Minutos

Quando chega a hora de trocar o encordoamento do seu instrumento sempre bate uma dúvida de qual a melhor opção. Além das marcas e calibres, também existe o desafio de escolher entre os diversos tipos de revestimento. Para acabar com essa dúvida, pesquisei bastante e para te ajudar na escolha.

Sumário

Tipos de Construção das cordas

Partindo de dentro para fora, o formato da corda influencia bastante na sonoridade. Sendo assim, vamos observar o perfil de cada corda:

D NQ NP 919633 MLB43624407749 092020 O - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Cordas Roundwound e Flatwound, respectivamente

Roundwound

São as cordas tradicionais que conhecemos, com a maior versatilidade de uso. Sua construção permite um maior número de harmônicos com foco nos sons médios e agudos, desse modo tem alta compatibilidade com distorções, sendo o tipo de corda mais usado no mundo.

Sabe aquele som rasgado que aparece quando colocamos a palheta de lado e passamos por toda a escala? Isso só acontece nas cordas Roundwound!

Flatwound

São cordas planas e lisas. Essa característica permite um som um pouco mais abafado com foco nos médios-graves. Alguns guitarristas utilizam das Flatwound para Jazz, Blues e até MPB. Contudo, no contrabaixo vemos uma sonoridade bastante interessante, como podemos ver no vídeo a seguir.

Além desses dois tipos, existe ainda um universo de construções diferentes, mas todas elas derivadas dos que conversamos por aqui, variando bastante de marca para marca.

Materiais e revestimentos

Agora que já percebemos a diferença entre as formas de construção, vamos entender um pouco da diferença dos materiais e seus impactos na sonoridade.

Cordas de Aço

As cordas de puro aço são o princípio da nossa análise. São cordas feitas com aço e uma liga de estanho, que ajuda a conferir mais flexibilidade à corda, sendo assim é possível esticá-la o suficiente para atingir as tensões necessárias para tocar.

Desse modo, a corda de aço não tem qualquer revestimento focado em sonoridade ou durabilidade, compondo assim as opções de menor custo do mercado.

image - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Linha Canário, exemplo de cordas de Aço

Níquel

As cordas de níquel ou revestidas em níquel tem duas funções principais: durabilidade e imantação.

O revestimento de níquel nas cordas de aço são vantagem pois não deixam o aço exposto, ajudando a preservar de processos de ferrugem. O níquel também tem função magnética, sendo boa opção para instrumentos como guitarras e baixos que trabalham com captadores, que usam o magnetismo para produzir som.

Segundo algumas fontes, as cordas de níquel puro eram a única opção até meados dos anos 80 e podem ser encontradas até hoje em linhas tipo vintage, mas as cordas de aço revestidas em níquel ganham vantagem em uma sonoridade mais agradável, com mais médios e agudos.

1000x - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Encordoamento Revestido em níquel da SG

Titânio

Ainda que o revestimento seja em níquel, o centro da corda na maioria das vezes será de aço carbono. Pensando nisso, algumas marcas arriscaram testar um fio central de titânio, com o objetivo de evitar quebras de corda. Contudo, o titânio é um metal nobre que pode não trazer uma boa relação de custo/benefício na opção desse tipo de cordas.

P03121 - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Exemplo de cordas com centro em titânio

Cordas com nanorevestimento

O grande desafio dos nanorevestimentos é a manutenção do timbre. Até agora vimos cordas com diferentes revestimentos, mas todos em metal. Sendo assim, os timbres podem ter alguma variedade, mas nada que sacrifiquem a sonoridade por completo.

Os nanorevestimentos podem amplificar em muito a durabilidade, mas alguns acabam deixando os timbres mais mornos e fazendo com que as cordas percam suas características principais.

Até o momento a maioria das marcas que conhecemos já se arriscaram em cordas revestidas, mas sempre levantam diferentes opiniões na real durabilidade e sonoridade.

A Elixir saiu na frente e se tornou referência em durabilidade, mas o seu custo acabou dando brecha para que as demais marcas pudessem inovar em um preço mais acessível.

Desta forma, a D’addario, Ernie Ball, Fender, GHS e diversas outras acabaram criando linhas que funcionam como alternativas. São cordas revestidas de níquel, aço carbono e várias outras combinações com o diferencial do revestimento.

Cada tratamento de revestimento segue uma receita única da marca. Sendo assim, o desafio e a competitividade pela corda perfeita aumenta muito.

Recentemente, a SG também se arriscou no universo das cordas revestidas e criou a linha COATED, com nanorevestimento focado em alta durabilidade.

A SG é uma marca brasileira, portanto para nós o custo/benefício é muito interessante. Sendo talvez a alternativa mais atraente do mercado nessa faixa de preço.

1000x - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Linha COATED da SG

Menção honrosa: cordas coloridas

Sob o pretexto de criar um novo material durável, a DR Strings arriscou em nanorevestimentos com cores bem aparentes. O resultado foram encordoamentos com visuais bastante únicos, mas que tem um custo bem elevado. Aí vai de gosto. A linha promete boa sonoridade mas o que realmente chama atenção é a estética única, principalmente na linha Neon.

image 1 - Cordas de Guitarra e Contrabaixo e Tipos de Revestimentos
Linha Neon DR Strings

Concluindo

Agora que você já viu tudo sobre os tipos de cordas e revestimentos, cabe a você decidir qual tipo se encaixaria melhor em seus captadores para o melhor timbre possível.

Se quiser conferir mais cordas e encontrar a sua favorita, acesse a nossa seção especial na Mundomax!

Astronauta Max

Um astronauta multi-instrumentista que busca conhecimento pelas galáxias! Sou o seu parceiro na sua busca pelo equipamento ideal, além de estar sempre de olho nas novidades e das curiosidades desse universo tão grande! Conte comigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo