Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?

Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Tempo de leitura: 11 Minutos

Você quer começar a tocar um instrumento e não tem ideia de como escolher? Eu pesquisei bastante sobre o assunto para te ajudar nessa decisão importante e te ajudar a encontrar o instrumento para iniciante perfeito.

Sumário

Escolhendo o que tocar

Antes de pesquisar um instrumento para iniciantes, é necessário saber o que tocar. Contrabaixo, guitarra, violão, teclado ou bateria são as opções mais procuradas para sua jornada na música. Dessa forma, escolhi estes cinco instrumentos como ponto de partida.

Violão

Talvez o instrumento mais popular do mundo, é uma excelente primeira opção. Podendo ter cordas de nylon ou aço, o violão aparece na grande maioria das músicas populares de diferentes estilos. Não demanda um investimento muito alto, mas um violão de boa qualidade no início do aprendizado pode ser utilizado por toda a vida. Sendo assim, é decisivo encontrar um bom instrumento para iniciantes.

As cordas são afinadas em Mi (E), Lá (A), Sol (G), Ré (D), Si (B) e Mi (E). Os acordes são produzidos através da combinação dos dedos nas casas, assim, demandam muita prática e dedicação no início para conseguir a agilidade necessária para trocar os dedos de posição no tempo correto da música.

Ao escolher o seu primeiro violão, não se esqueça de tomar uma decisão consciente entre cordas de aço ou nylon. Enquanto o nylon é uma corda mais “mole” e levemente grossa, as cordas de aço têm uma tensão maior em cordas mais finas.

Ao primeiro passo, é normal recomendar cordas de nylon pela facilidade de aprendizado, mas existe quem já comece a tocar no aço, enfrentando algumas dificuldades até que os dedos se acostumem com a tensão e a espessura da corda.

Muito importante: existem violões fabricados para receber apenas cordas de aço, e violões preparados apenas para cordas de nylon. Colocar cordas de aço em um violão de nylon pode danificar o instrumento.

Guitarra

O instrumento favorito do rock é na verdade uma derivação do violão. Com as cordas de aço na mesma afinação de Mi (E), Lá (A), Sol (G), Ré (D), Si (B) e Mi (E), muitos escolhem a guitarra como primeiro instrumento porque lembram dos grandes guitarristas do rock. Contudo, é importante dizer que boa parte das distorções e efeitos que ouvimos da guitarra vêm também dos pedais de efeitos e pedaleiras, portanto é importante considerar esses pedais de efeitos na sua primeira compra se você tem essa sonoridade como objetivo imediato.

Tudo que é possível tocar no violão também é possível tocar também na guitarra. A diferença é que na guitarra também se aprendem as tablaturas, método ideal para aprender solos.

Contrabaixo

O contrabaixo (ou apenas baixo), também faz parte da família das guitarras e violões, contando tradicionalmente com quatro cordas em afinação de Mi (E), Lá (A), Sol (G), Ré (D). São as cordas mais graves da guitarra, mas em uma espessura muito maior, proporcionando um som bem grave.

Contudo, no aprendizado do contrabaixo não existem acordes. A missão de um baixista é estar entre a percussão e a melodia, marcando as notas e dando estrutura para toda a banda.

Apesar de parecer mais fácil, o(a) baixista tem uma responsabilidade enorme com o tempo da música. Essa é uma lição que exige muita dedicação e prática diária.

Teclado

Os teclados utilizam o sistema de partituras no seu aprendizado, que apesar de complexo em um primeiro momento, são extremamente versáteis quando dominados.

No teclado, cada mão tem uma responsabilidade diferente, cada uma em uma metade do instrumento, na maioria das vezes. A mão esquerda toca as notas baixas enquanto a direita faz as notas mais altas. Quando ambas as mãos tocam ao mesmo tempo, aparecem os acordes.

O teclado é um instrumento perfeito para quem sonha em tocar piano um dia. Os pianos tem altíssimo custo para início e tem mais teclas que os teclados, porém seguem a mesma forma de tocar a partir das partituras. Apesar de poder ser um instrumento para iniciantes, um bom teclado pode ser uma plataforma para instrumentos bem complexos.

Bateria

O instrumento responsável por todo o ritmo de um grupo musical talvez seja o menos prático de todos que vimos até agora. Composto por diversas peças, é o que talvez mais demande de coordenação motora. Desse modo, cada braço e cada perna tem uma responsabilidade diferente, onde em sintonia criam toda a parte rítmica de uma música.

O estudo iniciante de bateria demanda muita dedicação, mas uma vez aperfeiçoada a coordenação, o aprendizado se torna leve e facilmente escalável.

A bateria normalmente é composta por:

  • Um bumbo: consiste em um grande tambor de 22″ posicionado de maneira horizontal e controlado pelo pé direito
  • Máquina de chimbal: são dois pratos posicionados de forma oposta que têm o seu movimento de abertura controlados pelo pé esquerdo, podendo ser fonte de diversos efeitos sonoros
  • Tons: em tamanhos de 10″ e 12″ tradicionalmente, são montados acima do bumbo e são utilizados nas “viradas”
  • Caixa – associada com o bumbo em tempos alternados, tem o tamanho de 14″ e tem um som único que lembra uma palma
  • Surdo: é um tom de 16″ que é montado no chão. O seu som grave é um bom recurso nas viradas.
  • Prato Ride ou Condução: normalmente tem sua medida acima de 18″ em uma espessura grossa. Seu som é agudo e constante, dando opção de uma sonoridade diferente quanto mais as baquetas se aproximam do centro.
  • Prato Crash ou Ataque: é o prato que tem o som mais agressivo, podendo ser de diferentes tamanhos. Seu som é forte e indicam os pontos altos de uma música.
  • Prato Splash: normalmente bem pequeno, chegando até 12″. Tem uma sonoridade agressiva, porém de duração muito curta e aguda. São pratos utilizados em configurações mais completas para aumentar ainda mais as possibilidades do baterista.

Escolhendo o modelo de cada instrumento

Agora que você sabe bastante sobre o aprendizado de cada um dos instrumentos e já escolheu qual caminho trilhará, hora de saber o que procurar em um novo instrumento além de um bom preço.

Como escolher um violão

Como disse anteriormente, um bom instrumento no início pode servir para toda a vida. Sendo assim, o investimento vale a pena desde que exista muita dedicação.

O que levar em consideração?

  • Cordas: é necessário escolher entre as cordas de aço ou nylon, lembrando que cada violão só pode receber um tipo de cordas.
  • Formato: formatos maiores normalmente alcançam maiores volumes, mas o gosto pessoal também deve ser considerado. Afinal, você precisa gostar do visual do seu primeiro instrumento 🙂
  • Captação ativa: um instrumento eletroacústico tem a possibilidade de ser plugado em caixas de som, mesas de som ou amplificadores a partir de um sistema de equalização embutido. Pode ser uma grande facilidade, mas se você não pretende plugar o seu instrumento em nenhum momento, pode ser uma economia.
  • Afinador: muitos violões já vêm com afinadores embutidos, o que facilita muito para ajudar a deixar o instrumento sempre no tom correto.
  • Tamanho: caso seja uma criança ou um adolescente, vale a pena conferir os violões infantis ou de tamanho 3/4, que têm uma sonoridade igual dos violões maiores mas em uma proporção um pouco mais adequada para crianças.

Harmonics GE-30 Folk

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Violão Harmonics GE-30 Folk Eletroacústico

O GE-30 é uma excelente opção para quem quer começar a tocar violão e já ter em mãos um instrumento mais que completo. Sendo assim, o GE-30 foi até motivo de um post único do nosso blog, e você pode conferir mais por aqui.

O violão conta com afinador, captação ativa, cordas de aço e tarraxas blindadas, que ajudam a segurar a afinação por mais tempo. Tornando assim um instrumento para iniciantes com fatores já exigidos por profissionais.

Gianinni Nylon NF-14

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Gianinni Eletroacústico Flat Cutaway Nylon NF-14 Preto

A linha Start da Gianinni é focada justamente em construir um instrumento para iniciantes, e o NF-14 é uma opção excelente em nylon. Esse modelo conta com captação ativa e afinador, além de ser muito bonito e ter o diferencial de contar com um cutway, que é esse corte do lado direito do formato que permite acesso as casas mais agudas. Essa característica portanto, é rara de se encontrar em violões de nylon, fazendo que o NF-14 seja uma boa opção de instrumento para iniciantes.

Como escolher uma guitarra

Falando sobre guitarras, muito do que se leva em consideração é o timbre do instrumento. Esse timbre tem muita influência dos materiais utilizados na construção, mas principalmente do tipo de captação.

Single Coil ou Single: som mais estalado e estridente, ideal para Rock Clássico, Reggae, Country e Blues.

Humbuckers: captadores com alto ganho, são responsáveis por um som mais potente e quente, ideal para estilos que precisam de agressividade. Rock Alternativo, Metal e suas derivações, Punk e Jazz, por exemplo são alguns dos estilos interessantes para os humbuckers.

Nem tudo é regra! No universo das guitarras o gosto pessoal conta muito. Sendo assim, separei um vídeo interessante para comparar os dois tipos e você escolher o seu timbre favorito.

Obs: neste vídeo o guitarrista usa humbuckers em formato de single coil, onde os humbuckers são os captadores mais brancos e os single coils têm uma cor mais amarelada.

Kit Guitarra Tagima Woodstock TG-510 Candy Apple com Cubo e Acessórios

A guitarra sem estar plugada em lugar algum não produz o som que você espera. Vale muito a pena procurar um kit completo para começar com o pé direito.

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?


Esse kit da Mundomax inclui um amplificador, cabo, capa, correia para tocar em pé, suporte para guardar, seis palhetas e um amplificador Hayonik de 20w, que tem potência suficiente para tocar em casa ou para pequenas apresentações. Enfim, o kit conta com a guitarra Tagima Woodstock TG-510, que possui um captador Humbucker e dois Single Coil, aumentando bastante as possibilidades de timbre, uma excelente opção de instrumento para inicantes!

E claro, não se esqueça dos pedais! Caso fique com dúvidas, fiz uma matéria especial sobre o tema aqui.

Como escolher um contrabaixo

Apesar do contrabaixo a princípio também apresentar uma diferença entre captadores Single-coil e Humbucker, no momento do aprendizado e das primeiras impressões do instrumento esse não é um fator tão determinante a ponto de não permitir determinadas sonoridades como no caso das guitarras.

Aqui, existem duas coisas que podem acabar confundindo os músicos iniciantes: a quantidade de cordas e o tipo dos circuitos.

Os contrabaixos podem ter 4, 5 ou 6 cordas sem variações tão drásticas no preço. Sendo assim, muitos iniciantes acabam optando por uma maior quantidade de cordas logo de início. O equívoco acontece porque o que é acrescentado na quinta e sexta corda extras são mais tons abaixo e não acima, se diferenciando ainda mais do instrumento naturalmente de seis cordas.

Deste modo, é seguro recomendar um contrabaixo de quatro cordas para o início do aprendizado, pois oferecerá todo material tonal necessário para dominar o instrumento.

Agora é importante destacar a questão do circuito do contrabaixo. Qual é o melhor: ativo ou passivo?

  • Passivo: o sistema passivo funciona da mesma forma dos circuito das guitarras. O som é captado pelos captadores, passa por knobs (ou botões de regulagem) para ajustar volumes ou um controle simples de tom e segue para a saída do instrumento. Dessa forma o baixo tem um som mais rasgado e orgânico, mas também está mais sujeito a ruídos e imperfeições.
  • Ativo: aqui existe um sistema de pré-amplificação entre os captadores e a saída do instrumento. Esse sistema é responsável por filtrar ruídos, aprimorar a equalização e ainda aumentar a potência sonora. Contudo, a grande desvantagem é que tamanha clareza de áudio pode soar um pouco artificial.

Contrabaixo 4 Cordas Waldman GPJ-200X Light Green

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Contrabaixo 4 Cordas Waldman GPJ-200X Light Green

O baixo GPJ-200X da Waldman tem um excelente custo/benefício além de ser muito bonito. Esse instrumento para iniciantes tem um tipo de captação passiva que é uma boa escolha para compreender o funcionamento e as possibilidades do instrumento no início do aprendizado.

No contrabaixo, também é importante procurar um bom amplificador para acompanhar o seu instrumento, para isso a Mundomax criou a seção Monte o seu Kit, que pode ser uma mão na roda para escolher o seu instrumento dos sonhos e ainda ganhar um desconto!

Obs: apesar de não serem tão importantes no início do aprendizado, os contrabaixos também têm pedais e pedaleiras especiais para o seu tipo de sonoridade. Vale a pena pesquisar e pensar em um setup para o futuro!

Como escolher um teclado

Talvez o teclado seja um instrumento para iniciantes muito difícil de se escolher de início, mas já podemos adiantar algumas coisas. São elas:

  • Arranjadores, Controladores, Sintetizadores, Pianos Digitais e Workstations. Cada um tem sua particularidade que podem confundir bastante na hora de decidir. Você pode ler um pouco mais sobre isso aqui, mas adianto que para o começo a melhor opção são os arranjadores.
  • Muitos teclados contam com software de aprendizado embutido, que apesar de facilitarem bastante o trabalho não são suficientes para substituir as aulas com professores e métodos qualificados.
  • Todo teclado acompanha uma fonte própria para o funcionamento básico. Cada fabricante pode trabalhar com voltagens diferentes em modelos diferentes. Sempre prefira usar a fonte que acompanha o seu teclado novo.

Sendo assim, agora você pode decidir entre fatores realmente relevantes, como a sensibilidade das teclas, a quantidade de sons e ritmos e a quantidade de oitavas, por exemplo.

Teclas sensíveis são importantes de se considerar pois melhoram a percepção de força dos dedos ao tocar. Quanto mais forte o impacto nas teclas, mais alto o som. Esse detalhe é determinante para aumentar ainda mais a gama de ritmos e melodias que se pode produzir com o instrumento.

Uma oitava consiste na quantidade de teclas compreendidas entre duas notas Dó (C). Quanto maior a quantidade de oitavas, maior o teclado. Para começar a aprender, 5 oitavas (ou 61 teclas) estão de bom tamanho.

Teclado Revas KB 330

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Teclado Revas KB 330

O Revas KB 330 é um bom teclado para o início do aprendizado porque contém quase tudo o que procuramos no valor de um teclado básico, mas com algumas vantagens especiais.

O seu maior diferencial é a quantidade de 390 sons e mais 100 faixas para tocar acompanhando, além de teclas sensitivas de 3 níveis. É uma das melhores escolhas de custo/benefício na faixa de preço que está inserido, sendo assim um excelente instrumento para iniciantes.

Como escolher uma bateria

Um conjunto de bateria é um instrumento para iniciantes que pode ser muito custoso no início. Normalmente os kits de baterias acústicas não acompanham pratos, e demandam bastante atenção na compra de cada uma das peças.

Apesar de um kit de bateria acústica ser o favorito de todos, para começar a aprender pode ser uma boa saída escolher um kit eletrônico.

Quando se aprende a bateria, o maior desafio é a coordenação motora, que deve ser aprimorada pela prática diária. Sendo assim, um kit eletrônico pode ser uma boa resposta, uma vez que vem completo com todas as peças necessárias e são posicionados de forma similar aos kits acústicos, deixando o músico preparado para tocar em ambos.

A vantagem da bateria eletrônica além do que já comentamos, também é o fator de som externo, permitindo praticar até mais tarde sem incomodar os vizinhos. 😉

Bateria Eletrônica Liverpool 10901

1000x - Qual o Melhor Instrumento Para Iniciantes?
Bateria Eletrônica Liverpool 10901

A Bateria Eletrônica Liverpool 10901 merece muito destaque por ser um kit de excelente custo/benefício. Contando com 7 peças e dois pedais, ela transmite sensações reais do instrumento, além de contar com 12 sons diferentes e ainda acompanham um par de baquetas, ou seja, tudo o que você precisa para começar.

Caso ainda fique com dúvidas, preparamos uma matéria especial sobre essa bateria aqui. Vale conferir!

Conclusão

Agora sim: você tem tudo o que é necessário para escolher o seu primeiro instrumento musical com toda a tranquilidade!

Caso ainda fique com dúvidas, você pode conversar com a gente. Acesse aqui e saiba como!

Astronauta Max

Um astronauta multi-instrumentista que busca conhecimento pelas galáxias! Sou o seu parceiro na sua busca pelo equipamento ideal, além de estar sempre de olho nas novidades e das curiosidades desse universo tão grande! Conte comigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao Topo